17 de agosto de 2010

de olhos vendados.

de olhos vendados, entreguei-me a ti
deixei-te um segredo na mão
beijaste-me o corpo e juraste-me amor
guardei-te no meu coração.

de olhos vendados, não sei se te vi,
nem se era meu o segredo
tiraste-me os olhos, a voz e a cor
fizeste de mim teu brinquedo.

de olhos abertos, seguirei sem ti
com o segredo na voz
talvez o vento traga o furor
e um dia chegue até nós.

164 comentários:

  1. Adorei!:)
    Está mesmo muito bonito!
    Bji

    ResponderEliminar
  2. Que lindo!
    Mas as juras nunca se deveriam quebrar e quebram tanta vez...

    ResponderEliminar
  3. Nossa, belo poema...gostei,de verdade.

    bjo
    te seguindo...

    ResponderEliminar
  4. Até eu que raramente juro, quebrei as minhas.
    Quebram-se juram, laços, uniões.
    Quebra-se o amor, a felicidade.
    Sente-se saudade e jura-se para nunca mais.
    Mais uma jura quebrada.
    É vicio!

    ResponderEliminar
  5. Jurei eternidade.
    mas tbm não fui eu que fiz para quebrá-la

    ResponderEliminar
  6. Agora que penso nisso, talvez nunca as tenha quebrado de livre vontade.
    Mas depois de tempos passados, de não sentir arrependimento em tal quebra sinto-me como se tivesse sido eu a fazê-lo.

    ResponderEliminar
  7. Um novo poema,umas novas palavras que me deixam sempre encantada,preteficada!Adorei!:D

    Pois o problema e elas nao interferirem!E aprender a viver com elas leva tempo!Quando acho que estou a começar a aprender,logo algo acontece e descubro que afinal não é bem assim!

    ResponderEliminar
  8. Está tão bonito, mas tão triste.
    As juras...deveriam ser para sempre! Como jurado.

    ResponderEliminar
  9. Contigo estão os meus pensamentos
    Que voam, voam à tua volta;

    Dizem que têm saudades,
    Que não aguentam mais estar longe.

    Contigo estão os meus pensamentos

    Que não se querem de ti afastar;
    Dizem ser o lugar mais belo
    À face da Terra.

    Dizem, que os mantens bem seguros
    O teu encantamento cativou-os;
    Pelo teu olhar,

    Queimaram as suas asas.

    F. Halm

    ResponderEliminar
  10. Gostei imenso do que li! Remete-me para um passado bem presente. Infelizmente muitas vezes, é assim. juramentos que acabam por não ser cumpridos! nem tudo é tão bonito como imaginamos, nem tudo tem cor como pretendemos ~ infelizmente

    ResponderEliminar
  11. Belíssimo poema... apesar de triste.
    Parabéns!

    ResponderEliminar
  12. Que belo poema.

    "de olhos abertos, seguirei sem ti
    com o segredo na voz"

    Deves continuar sempre a escrever, tens muito talento. E, de certeza, muito trabalho empregue para conseguires fazê-lo assim.

    ResponderEliminar
  13. Pelo que vejo aqui, acho que tens :)

    Em relação ao trabalho, a minha opinião é ligeiramente diferente. Penso que escrever exige trabalho, ainda que um trabalho por prazer. Costuma-se dizer "10% de inspiração, 90% de transpiração". Apesar de acreditar que sai naturalmente.

    ResponderEliminar
  14. É mesmo!

    Nao tens que agradecer, e a verdade (:

    ResponderEliminar
  15. Sim vendo bem parece uma contradição mas eu percebi o sentido em que as estavas a utilizar!:D
    Sabes que eu querer quero,mas la está por vezes falta aquela força do "eu sou capaz,eu vou conseguir". Mas talvez com o tempo elas cada vez mais deixem de interferir menos nos meus dias...

    E não tens nada que agradecer o comentário!So disse o que achava!:D
    :

    ResponderEliminar
  16. Mas no final de contas o que é para sempre?

    ResponderEliminar
  17. Adorei as tuas palavras. Grande sensibilidade e poder de expressão. Agora que descobri este espaço, conto em cá voltar regularmente.

    Bjo
    Fatima

    ResponderEliminar
  18. Talvez... Mas que existem pessoas com um talento natural para escreverem boa poesia lá isso há. Aí concordo.

    Há pessoas que se conseguem inspirar de uma forma para muitos incompreensível e que nos fazem questionar como é possível fazerem "surgir" palavras que conjugadas formam uma poesia tão sublime.

    ResponderEliminar
  19. a estética da ascensão, da queda, da tentativa de redenção... tudo num só poema. e que belo!
    um beijo!

    ResponderEliminar
  20. E voltamos ao mesmo ciclo! Eu quero acreditar que a tenho,mas por vezes acontecem coisas que me fazem deixar de acreditar!

    ResponderEliminar
  21. Foge! Tu sabes mesmo fazer poemas! Está mesmo bonito este.
    Gostei bastante do poema x)

    ResponderEliminar
  22. Eu sei que sim!Ninguem o pode fazer por mim!So eu é que tenho essa capacidade!

    ResponderEliminar
  23. não há amor em lado nenhum, antes houvesse!

    obrigada por tudo, Nuno! :D

    ResponderEliminar
  24. tenho... é só atracção. mais nada...

    porque é meu dever agradecer, :)

    ResponderEliminar
  25. a 2ª hipotese... amizade!

    mas o que está feito, está feito!

    ResponderEliminar
  26. não gosto de chorar -.-'

    e faço, eu faço tudo por isso!

    ResponderEliminar
  27. E essa e a parte mais difícil,coloca-la em pratica!^^

    Ter não tem,mas é muitas vezes!Em relação ao sonho,sou bastante sonhadora!Demasiado sonhadora,por isso as vezes as quedas são ainda maiores!

    ResponderEliminar
  28. Pensar em quedas futuras?! Não consigo!Acabei de ter uma!Neste momento só consigo pensar nela e como vou conseguir levantar-me novamente!

    ResponderEliminar
  29. É o que vou tentar fazer!Um dia de cada vez,nao é?!
    Pode ser que amanha seja melhor!Quem sabe..

    ResponderEliminar
  30. Eu quero acreditar que sim!Que esse amanha vai chegar e que as coisas vão realmente melhorar mesmo!

    ResponderEliminar
  31. Não te cansas de escrever bem? :p
    **

    ResponderEliminar
  32. felizmente, todos temos! :)

    são boas quando pensamos que assim será... mas depois... malditas sejam!
    adoras nada xD

    ResponderEliminar
  33. Talvez mais realista do que simpatica. Depende do prisma (:

    ResponderEliminar
  34. em relação ao comentário vou busca-la algures dentro de mim, no sorriso dos verdadeiros amigos etc etc

    ps: gosto do poema :D

    ResponderEliminar
  35. Eu espero que sim!Mas agora so sei que uns dias ausente,uns dias afastada de tudo isto me vai fazer mais que bem!

    ResponderEliminar
  36. eu sorrio :)

    o 3.º ou o 2.º xb é melhor que o Benfica também :b

    obrigada pelas correcções...
    :DD
    beijinhos Nuninho*

    ResponderEliminar
  37. Obrigada pela dica, segui-a e espero ter resultado num bom texto! (:

    ResponderEliminar
  38. gostei imenso do poema e das tuas respostas às minhas perguntas no formspring!

    ResponderEliminar
  39. Sentido, belo e simples.
    Um poema: a demonstração de sentimentos não podia ser mais perfeita.
    Parabéns Nuno ^^

    ResponderEliminar
  40. É mais realismo que simpatia.. (:

    ResponderEliminar
  41. as juras..... nunca deveriam ser feitas s n sao pra ser cumpridas.....
    despertam sentimentos, ilusoes e depois de tant espera e procura sao apenas (des)ilusoes...

    é.... s n sao pra ser cumpridas n deveriam ser feitas...


    lindo o teu poema:)

    ResponderEliminar
  42. Meu deus :c
    Que lindoo, escreves tão bem *-*
    E logo poemas, o mais dificil...

    ResponderEliminar
  43. odeio-te, a ti e a esta tua sensibilidade fantástica para a poesia!

    ResponderEliminar
  44. perdoa-me a falha, é um texto que foi passado do papel para o blogue, e realmente na versão original eu tinha escrito 'para podermos dizer', mas quando o passei cometi esse erro e não me apercebi :x

    ResponderEliminar
  45. Obrigada pelo comentário no letras :)

    e estes poemas, sempre fantásticos Nuno, sempre :)

    ResponderEliminar
  46. ahahahah
    nem eu acerto xb
    mas pelo menos deu para perceberes ahah

    ResponderEliminar
  47. Lindo o teu poema!!!

    De olhos vendados, todas as sensações são mais intensas...

    BjO´ss
    AL

    ResponderEliminar
  48. infelizmente é esta a nossa realidade :s

    ResponderEliminar
  49. ou então não passa porque foi tudo demasiado marcante...

    ResponderEliminar
  50. ou então não passa porque foi tudo demasiado marcante...

    ResponderEliminar
  51. O amor nos venda os olhos...Para amar faz-se necessário apenas coração e sensações.De olhos vendados , nos entregamos a esse delicioso sentimento.
    Tirar a venda seria como tirar dele esse mistério de ser inexplicável, inquestionável.
    Amar é se jogar, de olhos vendados nos braços de alguem, nos doar...
    Bjos achocolatados

    ResponderEliminar
  52. Desde já muito obrigada pelo convite e ainda bem que gostaste (:
    Já te enviei um mail com tudo que pediste.
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  53. Mas esse não é o mail que uso para aceder ao meu blog :$
    Eu vou mandar-te de novo o mail (:

    ResponderEliminar
  54. wow! deixar um vestígio no meio deste poema é complicado, pões qqr um a um canto;)

    ResponderEliminar
  55. Muito OBRIGADA, pela correcção!

    Beijinho,GF.

    ResponderEliminar
  56. Como sempre, fantástico.

    beijinhos Nuno *

    ResponderEliminar
  57. Passando para deixar bijos achocolatados no coração.

    ResponderEliminar
  58. Como gostei deste teu poema!
    A última estrofe está simplesmente magnífica. Escreves tão bem que chega a irritar :C
    És um rei aqui no blog!

    ResponderEliminar
  59. Não é preciso assinar para o impeder, é preciso não assinar para não o concretizar.

    Muito obrigado, também gostei dos teus blogs :)

    ResponderEliminar
  60. De nada! x) Obrigado (duplamente). Já estou a ficar um homem! xD

    ResponderEliminar
  61. é ? olha que não sei.
    é a tal coisa, nunca estamos bem com aquilo que temos !

    ResponderEliminar
  62. Pois, realmente. O problema é termos poucas pessoas com bom senso no nosso país.

    ResponderEliminar
  63. Mas tipo, é tão ridiculo meter Mudasti no dicionário ._.

    ResponderEliminar
  64. Eu acho que ninguém se vai dar ao trabalho de discutir este assunto na assembleia.

    ResponderEliminar
  65. sim, até concordo contigo, mas ora estar bem ora estar mal também não é propriamente bom :x

    ResponderEliminar
  66. Mimas-me tanto que qualquer dia ando aí pelas ruas toda convencida a gritar "o luís diz que eu escrevo bem, os vossos argumentos são inválidos!"
    (isto de ser o comentário 101 tem a sua importância)

    ResponderEliminar
  67. Olá. Gostei do blog "Letras no caminho" e gostava de saber o que é preciso para entrar e participar no blog. :)

    Obigado.

    ResponderEliminar
  68. e se eu te disser que estive ainda um bom bocado na indecisão de te chamar luís ou nuno?
    é o que eu digo, é o que eu digo, fazes isto muitas vezes e qualquer dia venho para aqui exigir os meus elogios semanais xD

    ResponderEliminar
  69. peço desculpa de novo, a minha memória anda horrível nestes últimos tempos xD Mas prometo que a partir de agora já não me volto a enganar!

    ResponderEliminar
  70. Obrigada pelas palavras, mas não acho que escreva assim tão bem :$
    Adorei a poesia!

    ResponderEliminar
  71. eu é que agradeço *.*
    vou seguir-te :)

    ResponderEliminar
  72. lindo lindo liiiiindo! simplesmente perfeito, amei (:

    ResponderEliminar
  73. obrigada por te ofereceres para me ajudar sempre! obrigada mesmo! <3

    ResponderEliminar
  74. Estou sem palavras perante o teu blogue ! Só te posso dar os meus parabéns pela tua escrita e dizer-te que continues, porque eu certamente irei continuar a vir aqui :)

    ResponderEliminar
  75. saiste mas sabes que podes voltar lá quando quiseres, e tambem sabes que serás sempre bem recebido!
    e os jardins no meu dos blocos podiam ser mais bonitinhos xb

    obrigada :DD

    ResponderEliminar
  76. que profunfo e que bonito . Gostei mesmo , este é provavelmente dos melhores textos que li aqui pelo blogger nos ultimos tempos .

    ResponderEliminar
  77. só o detestas por causa disso? xD
    esquesitinho :p

    ResponderEliminar
  78. eu gostei muito do JCS, não conheço mais nenhum...
    é excêntrico mas o publico gosta, é animado...

    ResponderEliminar
  79. não gostas de nenhum daqueles livros? LOL

    ResponderEliminar
  80. eu percebi que tu querias dizer que eles eram todos excepcionais, para queimar! xDD

    ResponderEliminar
  81. conheces maria do pilar figueiredo? LOL
    eu gosto do José Rodrigues dos Santos!
    o bestseller que eu li era bastante bom! mas nem todos pensamos com a mesma cabeça, portanto...
    Miguel Sousa tavares o 1º que vou ler é mesmo aquele, parece ser bom mas não vou deitar foguetes antes da festa!
    José Saramago... ahmmm. não sei xD

    ResponderEliminar
  82. que testamento xb
    eu só leio Maria do Pilar Figueiredo porque o que la escreve está relacionado com o passado do meu pai e da respectiva familia...
    o José Saramago, até concordo contigo, pensei que ia ser pior...
    quanto ao Miguel Sousa Tavares, sim! também acho que vou gostar bastante!

    ResponderEliminar
  83. ela é como se fosse madrinha do meu pai e dos meus tios todos (irmãos do meu pai). foram vizinhos durante muitos anos e sempre foram amigos chegados da familia. uma das minhas tias já trabalhou na casa dela; os meus tios quando eram pequenos estavam sempre em casa dela; a mãe dela era muito amiga dos meus avós. enfim! muitos laços xb

    ResponderEliminar
  84. portanto, trata-me com respeito! ahahah

    ResponderEliminar
  85. porque eu digo-lhe para escrever um livro inteiro só a falar mal de ti ;b ahahahah

    ResponderEliminar
  86. Olá,
    Quero convidar-te para acompanhares o blog desistir-nao.blogspot.com :) Visita e deixa a tua opinião!

    Beijinhos *

    ResponderEliminar
  87. não! muito pelo contrário... passava a gostar ainda mais dela xb

    ResponderEliminar
  88. Vou colocar o teu comentário ao meu post no meu blog, está bem?
    Está sábio, está certo e bem lógico, p'ra não falar das palavras que estão maravilhosas, tal como estas.

    Obrigada!

    ResponderEliminar
  89. P.S o teu comentário ao meu post no letras *

    ResponderEliminar
  90. mentirosa eu' por quem me tomas, Nuno?

    ResponderEliminar
  91. Muito obrigada :D
    Quanto ao que falaste no blog, ficámos interessadas por isso quando puderes podes dar-nos mais detalhes sobre o que fazer e etc? :P

    Beijinho *

    ResponderEliminar
  92. eu também não gosto da dor que sinto, mas era algo que eu queria escrever, precisava de escrever. podia té-lo feito no meu blog, mas não posso...

    obrigada Nuno! eu sei que posso contar contigo! (:

    ResponderEliminar
  93. porque a pessoa para a qual aquele texto é derigido conhece o meu blog e eu não quero que essa pessoa sabe que escrevi aquilo...
    e como precisava de escrever aquilo decidi escrever o letras...

    ResponderEliminar
  94. porque ele que foi a minha mais recente história de amor e sabe bem que me trocou por outra...

    ResponderEliminar
  95. o meu coração até se contorceu ao ler este poema, tão bonito que até dói, é daqueles que dá vontade de choramingar :3

    obrigado pelo comentário e ainda bem que gostaste do meu "O Refúgio". eu sou uma devorada de livros e achei que seria interessante dedicar um blog ao mundo da literatura, que é tão belo e tão vasto, não é?
    neste momento, estou a ler o "Tim", não sei se conheces. estou a gostar muito, foi recomendação da minha mãe. quando o acabar de ler (já falta pouco), vou postar a sinopse e a minha opinião lá no blog :D

    ResponderEliminar
  96. já estou a ver quem é! quanto à Margarida, eu gosto de a ler, mas que tu tens razão lá isso tens. Não fazia a mínima ideia que ela tinha escrito os sete romances no mesmo Verão. De qualquer maneira, eu já achava que a leitura dela era ligeira, se é que me entendes. Também só li três dos seus livros. Servem para entreter.
    A Inês era bem capaz de ganhar o prémio Nobel da literatura, como tu dizes. Escreve tão bem que até nos deixa atordoados, não é? Acho que ela devia tentar escrever um livro, assim na brincadeira, só mesmo para ver o que dava.

    ResponderEliminar
  97. eu sinto tudo o que tu disseste, mas há momentos em que isso não me chega... não sei porquê...

    ResponderEliminar
  98. pois, talvez tenhas razão. tem que surgir naturalmente.

    ResponderEliminar
  99. e secalhar eu deixo mesmo, mas não consigo de outra forma...

    ResponderEliminar
  100. eu acredito! :)

    (eu sei que não devia gastar o meu tempo com aquilo, mas tenho de me defender! não gosto de mal-entendidos!...)

    ResponderEliminar
  101. (mal? ó Nuno, cçaro que não! até fico melhor xD)

    ResponderEliminar
  102. eu também prefiro esses textos, mas nem sempre estamos felizes. e sabe melhor escrever quando estamos tristes. falo por mim
    :)

    ResponderEliminar
  103. Preciso mesmo de falar contigo! xP
    Eu, como parvo que sou, fui-me esquecendo de me inscrever no "Letras a Caminho". Não há nenhuma hipótese de entrar agora, pois não? =X

    ResponderEliminar
  104. Muito obrigado :D
    Achas que posso mandar os dados por aqui ou mando para o mail?

    ResponderEliminar
  105. Obrigada nuno *
    Enquanto a tua lágrima ficou presa no canto de um olhar externo, fui eu que me deixei lavar por elas, à frente dele, e mais que uma vez, por mais que o tentasse não fazer.
    Limitei-me a descrever a minha situação actual..
    Obrigada :')

    ResponderEliminar
  106. A mim é o escudo que me tem valido **

    ResponderEliminar
  107. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar

deixa um vestígio de ti e foge para onde eu te possa encontrar.