4 de maio de 2010

vá, meu amor, continua!

se um qualquer dia, em segredo,
caires no meio da rua,
e ficares só e com medo
à luz do sol ou da lua...
volta à estrada, atenta,
que a minha mão será tua
e o mundo será magenta,
vá, meu amor, continua!

a vida não dá tempo para se baixar a cabeça!

76 comentários:

  1. 'que a minha mão será tua' ohh *-*
    a magenta, sempre a magenta x)

    ResponderEliminar
  2. A vida é para seguir e nada de baixar a cabeça :D

    ResponderEliminar
  3. devo confessar que a última frase também me ocorreu com o intuito de te fazer esboçar esse tal sorriso x)
    És é muito simpático!

    ResponderEliminar
  4. tomo-vos como inspiração!
    oh, ainda bem, é óptimo quando temos pessoas a acreditar em nós :3

    ResponderEliminar
  5. adorei tanto :)
    este post disse tanto, mas tanto.
    Nunca devemos baixar a cabeça embora por vezes nos custe levantar. Há que seguir sempre em frente :) beijinhos

    ResponderEliminar
  6. um grandessíssimo BRAVO !
    impressionante como cada palavra provoca-me um arrepio alucinante (:
    **

    ResponderEliminar
  7. fantástico.
    o vergílio era fantástico. eu até gosto da escrita da margarida mas só de alguns livros dela.

    abraço.
    vou seguir.

    ResponderEliminar
  8. se vou conseguir não sei, sou tão gulosa que mete medo :b


    Obrigada pelo comentário (:

    ResponderEliminar
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  11. claro, eu sei disso. se a vida fosse um mar de rosas, não havia 'pica' em viver.

    obrigada x3

    ResponderEliminar
  12. é verdade Luís, concordo plenamente ^^

    obrigada por te lembrares do meu blogue (:

    beijinhos *

    ResponderEliminar
  13. tá lindo :D
    e ainda bem que gostas do meu (:

    ResponderEliminar
  14. Isso tbm é verdade, mas podia ter passado ao lado depois (:

    ResponderEliminar
  15. Com que idade foste a Taizé? eu fui no ano passado e também vou este ano ;)

    ResponderEliminar
  16. http://www.youtube.com/watch?v=JQZYSmHUIUY

    ResponderEliminar
  17. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  18. nesta maré de comentários, aproveito para te agradecer todas as tuas palavras que incansavelmente dedicas.
    quanto ao teu post: se ao menos a nossa força fosse tão impenetrável quanto o tempo... talvez.

    ResponderEliminar
  19. quem escreve assim não é gago. está de mais! :')

    ResponderEliminar
  20. Tão bonito. :$

    Escreves tão bem,

    bjinho --'

    ResponderEliminar
  21. Não sei, mas ainda bem que não passa :D (acho que ainda não te tinha respondido ao comentário :P)

    *

    ResponderEliminar
  22. Pois. Mas eu não sei o nome. Tens de me mostrar essa foto.

    ResponderEliminar
  23. Concordo com o que me disseste no letras!
    adoro ler o que escreves, adoro as tuas palavras, adoro as tuas rimas e as tuas estrofes!
    ah! e adoro magenta ;)

    ResponderEliminar
  24. Não estava a dizer isso. Só podia não ser o mesmo ( o que há poucas probabilidades mas é possível).

    ResponderEliminar
  25. fazes das palavras poesia tão facilmente como de rabiscos um pintor faz um quadro

    ResponderEliminar
  26. opá tão ranhoso xD
    O meu ken cheira tão bem, a sério. Eu até o podia achar um estróina de cabelo no ar. Mas o gajo cheira muita bem. E eu não sei porquê, mas só o meu ken cheira assim. Sacana do gajo XD

    e esta poesia, pronto. Tu arrancas-me suspiros em clave-de-sol. Mas isso não é novidade nenhuma.*

    ResponderEliminar
  27. lindo. Uma forma tão directa mas tão bonita de conjugares as palavras:)

    ResponderEliminar
  28. De nada, não aprecio poesia mas esta tua escrita captou-me, sinceramente!

    ResponderEliminar
  29. muito obrigada. escreves tão bem. :o

    ResponderEliminar
  30. Obrigada :)
    Adorei, está tão bonito *.*

    ResponderEliminar
  31. Impossível ficar indeferente às tuas palavras. Adoro!

    ResponderEliminar
  32. só vi o cmentário agora :x
    muito obrigada :)
    adorei o teu!

    ResponderEliminar
  33. pla minha vontade já tinha acabado :x mas não consigo...
    sim, sou. com muito orgulho :D também andaste lá?

    ResponderEliminar
  34. Está fantástico, delicioso!

    Comecei este ano (a dar catequese). Soube tão bem! Parece que não há melhor que aquela tarde de sábado com eles.
    Será sempre a tua menina... e tenho a certeza que adora cada conversa, cada companhia que lhe fazes.

    ResponderEliminar
  35. Escreves lindamente *.* obrigada, muito obrigada :)

    ResponderEliminar
  36. *dei-te (não é preciso corrigires xD)

    ResponderEliminar
  37. Desculpa. Pensei que te tinha mandado um comentário a dizer: Deite outro selo. Afinal não cheguei a publicá-lo e apareceu só a minha auto-correcção xD

    ResponderEliminar
  38. Escreves mesmo bem *.*

    (Obrigada pela correcção ;) )

    ResponderEliminar
  39. está tao lindo, escreves muito bem mesmo (:
    pois também acho, mas irrita-me profundamente que não consigam perceber que em vez de ajudar estão é a complicar, mas enfim.

    ResponderEliminar
  40. os textos do meu blog são partes de livros, que eu gostei, mas apenas modificados ou resumidos por mim

    ResponderEliminar
  41. pois nisso concordo contigo (:
    mas naquele momento chateia sempre bastante! x)

    ResponderEliminar
  42. eu amei , tão simples e com tanto significado !
    claro , ESAS até ao fim ! (:

    ResponderEliminar
  43. Que Lindoo !!
    Adorei, não só este como outros ...
    ^.^

    ResponderEliminar
  44. parabéns pelo poema, está muito bonito!

    ResponderEliminar
  45. A-D-O-R-E-I ^^,
    que poema lindo, meu deus :3

    ResponderEliminar
  46. Simplesmente fantástico, um lema de vida. Cai quantas vezes tiveres de cair, mas nunca deixes de tentar levantar. Há sempre algo positivo em qualquer situação, há sempre um lado "magenta" :)
    Obrigada pelo teu comentário ! São "desabafos" meus , nada de especial! Ja tu .. :)

    ResponderEliminar
  47. Obrigada pelo aviso da "gralha" x)
    E obrigada também pelo comentário, mas as vezes torna-se difícil lutar por algo que não e reciproco *

    ResponderEliminar

deixa um vestígio de ti e foge para onde eu te possa encontrar.