4 de outubro de 2009

pegadas

se houver um sorriso no ar
e ele for teu,

se, em segredo, houver um teu olhar,
de encontro ao meu,

estendo-te a minha mão direita, meu amor.
e vamos correr juntos.

o magenta serão pegadas nossas.

125 comentários:

  1. "eu acho qe o Obama teve "a ideia"! a ideia dele é tornar o país que se orgulha de ser a maior economia do mundo num país onde existe alguma equidade na economia, isto é, uma distribuição igualitára dos recursos pelas várias camadas da sociedade "

    Acho que essa não é propriamente uma ideia, mas sim um objectivo.
    Como é que Obama concretizará isso?
    Diminuindo os impostos para os mais pobres e aumentá-los para os mais ricos? Colectivizando os meios de produção?
    Mas isso são medidas que já foram aplicadas anteriormente! Aonde está a ideia revolucionária?

    Na minha opinião precisamos de um sistema novo, totalmente diferente.
    Quais é que serão as características desse sistema é óbvio, igualdade, liberdade e fraternidade. O que mudará serão os meios para atingir esse fim, a organização do estado e tudo o que será preciso mudar.

    Posso estar a dizer coisas sem sentido para um economista, mas é essa a minha opinião que tenho desde que comecei a pensar na política e na organização do estado.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  2. obrigada, mas nao é assim tao facil.

    ResponderEliminar
  3. Mundo obrigada!
    E obrigadissimo pela chamada de atenção, tens razão sim senhor. Mostra que realmente prestaste atenção, e gostei imenso disso :$

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  4. é mesmo. olhar para alguém e vêr nele tudo aquilo que sempre quizemos e que hoje temos ;)

    ResponderEliminar
  5. E isso deliciou-me: para prestar atenção aos pormenores é porque leste com atenção e (espero eu) com interesse. Gostei mesmo x)

    ResponderEliminar
  6. Nem tão pouco peguei nesse assunto. 8)

    ResponderEliminar
  7. na minha opinião acho que ninguém vive sem amor. por isso mesmo sabendo pouco, algo hão-de saber :)

    ResponderEliminar
  8. Oh, que óptimo :b espero sinceramente que consiga manter o blog minimanente interessante

    ResponderEliminar
  9. adoro a forma como te expressas! =)

    ^^escreves bem!

    *vou seguir!

    ResponderEliminar
  10. Sentidas são, talvez por vezes poderiam ser bastante melhor retratadas, mas pronto, conto com o tempo para me ajudar nessa parte..

    ResponderEliminar
  11. oh de nada! obrigada eu por me ires seguir também

    ^^miminhos

    ResponderEliminar
  12. Ora aí está! Quando complicamos as coisas tiramos-lhe a sua beleza natural

    ResponderEliminar
  13. x) é como os sentimentos. Não digo que sejam algo simples, mas ao tentarmos defini-los tiramos-lhe significado..

    ResponderEliminar
  14. sim eu percebi isso. mas já é amar. seja de forma incondicional ou não.
    é bom na mesma, faz parte (...) meu deus, já me pediram para descrever o amor, e vi-me sem meios para tal artimanha !
    na verdade, há palavras que não chegam para tudo...

    ResponderEliminar
  15. É exactamente isso que eu digo: é preciso uma ideia nova!
    Se o objectivo de Obama for mesmo destribuir a riqueza de forma igualitária e se não o conseguir concretizar porque o senado e o congresso estão no seu caminho, então alguma coisa não está bem!

    Eu também posso ter a ideia fantástica de eliminar toda a pobreza existente no mundo e fazer com que vivámos num mundo de paz e liberdade, mas como é que o concretizerei?! É essa a questão!
    Tenho centenas de pessoas superiores, tenho as regras todas, enfim, tenho inúmeros obstáculos que dificultam que eu atinja aquilo que eu pretendo!

    Nos meus olhos inovação não significa apenas ter uma boa ideia que, em termos práticos, permanece apenas uma «ideia».

    ResponderEliminar
  16. estava em dúvida também se levava 'ç' ou não, mas depois arrisquei assim.
    obrigada pela correcção, e pela admiração pelo texto :)

    ResponderEliminar
  17. Que linda visão tens tu, num sorriso que acredito que te complementa.

    :)

    ResponderEliminar
  18. tens toda a razão. quem me aponta o dedo é mesmo quem não me ama, nem me conheçe quanto mais! nem dou oportunidade de amar, garanto-te. quando apontam o dedo a alguém mostram logo metade do que são. enfim :)
    escreves tão bem, que isso dure & dure. felicidadees *.*

    ResponderEliminar
  19. e acredita que estou no meu caminho para isso. o que varia é onde queria estar, onde não estou, onde estou impedida de estar, por muitos factores que não dependem de mim. alguns sim, outros não.

    li o teu texto sobre deus no teu outro blog e quando estavas a falar do big bang e quem supostamente o originou, lembraste-me de um livro que li. «a fórmula de deus», já leste?
    eu não acredito no deus da bíblia. não acredito naquele deus omnipotente e omnipresente. não acredito no deus da igreja católica, principalmente a igreja de uns séculos atrás. não acredito nas barbaridades que se comenteram contra a humanidade em nome dele. quer dizer, acredito, sei que aconteceu, mas é de tal modo inconcebível na minha cabeça, que chega a tornar-se patético sequer imaginar que possam ter feito o que muitos fizeram. para mim, deus é mais um conceito pessoal, depende de pessoa para pessoa, não está escrito em livros, nem tem qualidades predefinidas (que, se reparares, contadizem-se constantemente). é, como disse, pessoal.

    e muito obrigada ♥

    ResponderEliminar
  20. Tu reinas com a simplicidade;
    Eu a ler isto até criava imagens *-*

    És a 2ª ou a 3ª pessoa que me diz isso :O
    Quem me dera a mim alguma fez chegar aos calcanhares de tal mulher *

    ResponderEliminar
  21. Pois concordo inteiramente com esse teu pensamento ;)
    Mas mesmo assim, um dia ainda vou escrever um texto de definição do amor (aa)

    ResponderEliminar
  22. assim é que é. poucos devem existir assim :)
    é pena que o amor correspondido na minha vida esteja escasso. sabes, há pessoas que escolhem outras a dedo. e eu simplemente não entro nessas 'características' que preferem.
    deixei de acreditar em tanta coisa.. quando me derem a oportunidade de amar, eu recebo-a. estou exausta de correr atrás do (quase) impossível.

    ResponderEliminar
  23. banalizada até demais!
    hoje em dia até se diz amo-te a pessoas que acabamos de conhecer (por acaso posso-me incluir nesse grupo).
    mas quando há amor há tudo. seja por amizade ou por alguém que temos a capacidade de amar com a nossa própria vida. e é fantástica esta arte de amar assim - sem condições.
    ;)

    ResponderEliminar
  24. olha, uma das coisas que me disseram e que me ficou bem gravado na memória é "tu vais ver que quando menos esperares, essa pessoa aparece. mas se estiveres sempre constantemente a pensar que essa pessoa não existe é que ela não vai existir mesmo". acho que as coisas têm mesmo que acontecer naturalmente, é como tudo. também não sou a favor de planos, porque me correm sempre mal. por isso, também não sou a favor de procurar que sei que nada me aparece que realmente me mereça. :)

    ResponderEliminar
  25. a estas pegadas levam-nos á felicidade :)

    adorei, está mesmo bonito e até tem sonoridade, o que torna tudo muito mais melodioso ^^

    ResponderEliminar
  26. pois é ;)
    há simples coisas que por tráz escondem uma complexidade imensa *.*

    ResponderEliminar
  27. concordo plenamente. 'agarrar com unhas e dentes', porque grande amor só há um na vida :)

    ResponderEliminar
  28. obrigado eu :)
    eu é que adorei a tua.
    tão melodiosa e bonita ^^

    sempre gostei do magenta, é uma cor tão calorosa *

    ResponderEliminar
  29. vê-se mesmo que lutas todos os dias para que esse amor esteja bem, vê-se mesmo bem o quanto és feliz. e eu, fico muito contente por saber que existem assim um amor tão puro, e tão real. vá, como daqueles que se vê nos filmes românticos que uma pessoa fica completamente desejosa de existir na vida um igual *.*

    ResponderEliminar
  30. a tua maneira de escrever é tão doce +.+

    ResponderEliminar
  31. então já somos dois! :)

    e o teu cantinho condiz perfeitamente.

    é magenta, é magnifico é bonito e querido x)

    ResponderEliminar
  32. de nada ora essa
    hei de passar aqui muitas vezes.

    gosto do teu "trabalho literário" :)

    ResponderEliminar
  33. mas olha que para meros devaneios são qualquer coisa de belo e artistico :)

    ResponderEliminar
  34. já me lembro de ter dado isso na primária xD, obrigada novamente.

    ResponderEliminar
  35. e ir por fora da estrada valerá a pena?
    nao será fugir do caminho?
    fugir ao transito quando ele faz parte da viagem.
    vou por toda a gente foi mas vou ver de maneira diferente, vou ver á minha maneira.

    ResponderEliminar
  36. sim, eu percebo o que queres dizer, também tenho essa opinião.
    Bem, como o mundo não é perfeito, resta-nos tentar melhorá-lo.
    Além disso temos outros mundos, como o literário, nos quais vale a pena viver (:

    beijinho

    ResponderEliminar
  37. Gostei muito!:)
    Obrigada pelo comentário no meu blog!:)

    ResponderEliminar
  38. Li o poema, está tudo certo é verdade. Mas ninguém me diz '' vem por aqui '', sou eu que quero ir por ali. Não, não somos todos iguais, há pessoas diferentes de umas e de outras, destacam-se mas não são reconhecidas ou valorizadas, mas sabem que são diferentes, na maneira de pensar, de escrever, de sorrir, de sentir, de ouvir, de mil e uma coisas, são diferentes e sabem-no.
    Por isso traçam o caminho á sua maneira, percorrem o mais longe para chegar ao mais curto, atravessam a floresta para ver o céu no descampado, viram á direita enquanto uns vao em frente, e se no fim acharem que não fizeram o caminho como queriam voltam para tras, começam nova viagem.
    Estamos a discutir o mesmo, mas tu chamas-lhe fora da estrada, eu chamo nosso caminho.
    É tudo o mesmo, por fora, por dentro, por cima ou por baixo, somos nós quem fazemos a viagem, mais curva, alto ou baixo, é igual, não chegaremos nós ao mesmo sitio?

    ResponderEliminar
  39. Eu não disse que as pessoas vão todas dar ao mesmo ponto.
    Disse que a pessoa que vai fazer uma viagem vai chegar ao mesmo ponto seja por dentro ou fora da estrada.
    Ela segue o que quer. E faz como quer. Pode correr, caminhar, ir por aqui ou por ali, ela quer é chegar e aproveitar cada promenor da viagem.

    ResponderEliminar
  40. Concordo com o que dizes, assim como discordo.
    São maneiras diferentes de ver uma só viagem.
    E quando acabar a viagem? voltamos para tras pelo mesmo caminho? Não, certamente que não. Aliás, voltaremos nós para o mesmo sitio? Alargar os nossos horizontes é preciso claro. Não o poderiamos ter feito do lugar de onde partimos? Podiamos, mas não o fizemos, talvez por não ser o sitio ideal para estar, mesmo tendo na mão um mundo com cada vez mais facilidades, talvez por não estarmos felizes lá mas apenas com o que tinhamos, talvez porque melhor que ver é conhecer ou tocar. Ou quem sabe tudo junto, partimos em busca com o essencial e fomos acrescentado coisas á viagem, como o carro negro.
    No sentido de aproveitar o dia ao máximo eu também o faço, sempre que posso. há dias e dias. É como ficar sem gasolina no meio do nada, temos de caminhar até á bomba mais proxima. Mesmo assim olhamos em volta aproveitando cada paissagem, cada momento, mas também nos cansamos de caminhar, já não aproveitamos tanto, mas se não fosse a paissagem promenorizada, desistiriamos a meio. O que não valeria a pena.

    ResponderEliminar
  41. Não a farias sem ela, eu talvez a faria por ele.
    O texto não falia da constante viagem, mas sim daquela viagem, é uma viagem pessoal, daquelas em que só nós sabemos o motivo. Acabo a viagem quando chegar a altura. Nem sei para onde vou mas quero conhecer o condutor do carro que vem atrás, não pára de apitar, e está-me a irritar, no entanto não paro, fico á espera que ele me faça parar, só assim sei que é o que tenho de fazer.
    É estupido eu sei, e na maior parte das vezes não penso assim, no entanto fiz desta vez uma excepçao.

    ResponderEliminar
  42. Geralmente não considero as minhas viagens feitas de carro, esta porém é diferente, tem lados figurados e literados. Era bom pode-la fazer.

    ResponderEliminar
  43. Sim... Basta querer, é lado bom, mas nem sempre podemos querer

    ResponderEliminar
  44. tens toda a razão, mas não é assim tão fácil. obrigada (;

    ResponderEliminar
  45. pois, talvez tenhas razão... um amigo meu já me disse que ele até me quer conhecer mas eu digo sempre "tá bem" e depois não acontece nada.

    { olha, desculpa perguntar isto... porque me estás a ajudar? não me conheces :$ }

    ResponderEliminar
  46. talvez tenhas razão :)
    e agradeço-te por me teres corrigido :O
    um beijinho*

    ResponderEliminar
  47. pois lá nisso tens razão, de novo. prometo vou tentar.

    sim, acho que serve como resposta e agradeço-te por me tentares ajudar (:

    ResponderEliminar
  48. é , até lá vou viver cada dia *.*
    muito obrigada pelas palavras :)

    ResponderEliminar
  49. depois digo-te como correu, se quiseres claro (:

    e obrigada mais uma vez :b

    ResponderEliminar
  50. já não venho aqui há mesmo muito tempo.
    tinha saudades, um beijinho*

    ResponderEliminar
  51. oh, obrigada :$

    ya, ja percebi que sim --'
    as vezes sou um bocadinho lenta e tal..xD

    ResponderEliminar
  52. é sempre assim queremos que nas nossas pegadas com cores alegres que o nosso gande amor caminhe ao nosso lado! :P

    ResponderEliminar
  53. Obrigada :)
    Gostei imenso dos teus poemas, escreves super bem.

    ResponderEliminar
  54. Muito obrigada.
    Eu não queria mas há alturas em que tem de ser...

    Obrigada :)

    ResponderEliminar
  55. é bom saber que concordas.
    acho que toda agente se apercebe disso.
    pensamos todos demais.

    ResponderEliminar
  56. lindo, lindo diria que tens a emoçao, sentimento, amor e entrega em cada palavra :)


    just a feeling

    ^^

    ResponderEliminar
  57. Ainda bem x) assim podes dizer a todas as pessoas que queiras abraçar que hoje é dia nacional dos abraços x)

    ResponderEliminar
  58. Claro, é quase como o Natal. O Natal é qd um Homem quiser, o dia dos Abraços também =) as pessoas eram muito mais felizes, penso eu x)

    ResponderEliminar
  59. concordo plenamente.
    Alberto Caiero, o meu heteronimo favorito.
    Porque as idealogias dele eram as que toda a gente gostaria de seguir :)

    "O que penso eu do mundo?
    Sei lá o que penso do mundo!
    Se eu adoecesse pensaria nisso."

    ResponderEliminar
  60. Concordo. Eu fico =) mas eu contento-me com pouco, diga-se x)

    ResponderEliminar
  61. Nao, nao, eu disse aquilo no sentido de "gesto pequeno, significado imenso" x)

    ResponderEliminar
  62. Sim, também acho. Afinal, todos os momentos sao especiais à sua maneira.

    ResponderEliminar
  63. E mesmo esses especialmente maus, nao dao sentido à vida, mesmo que não sejam bons? Eu penso que dão. É como tropeçares numa pedra e caires. Levantas-te e continuas o teu caminho, com o joelho magoado, mas a saber que deves evitar calcar as pedras x)

    ResponderEliminar
  64. Eu sei, mas nem sempre é possível pensar assim. Há dias em que nada nos faz pensar positivo.

    ResponderEliminar
  65. isso é bem verdade, também já tinha pensado nessa questão.
    todas essas incoerencias e oposições.
    é claro que na prática as coisas acabam por não ser ou resultar tão bem como pareço.
    concordo contigo, apesar disso toda a sua obra e idealogia é magnifica :)

    ResponderEliminar
  66. Uma criança, o poder que ela tem ...

    ResponderEliminar
  67. Não,claro que não x) acho que a vida tem sentido com o equilibrio dos bons e maus.

    ResponderEliminar
  68. é isso!
    viver...saber viver e aproveitar ao máximo :)

    ResponderEliminar
  69. muito obrigada !
    adorei o blog , vou seguir ; )

    ResponderEliminar
  70. ..vindo directamente do coração :) *

    ResponderEliminar
  71. neste momento, o amor é a pior coisa do mundo :x

    ResponderEliminar
  72. tenho um pouco de medo de avançar ou mesmo lutar, e isso é sempre, já faz parte de mim..

    ResponderEliminar
  73. para já, não o consigo pôr de lado. não consigo..

    ResponderEliminar
  74. ohh obrigada :)

    tambem gostei muito muito do teu *

    ResponderEliminar
  75. Está mesmo bonito *.*
    Oh obrigada, mas ás vezes é dificil mudar o rumo sem saber qual é o que nos encontramos, mas o facto é que tudo passa e fica melhor.
    Ah obrigada pela correcção, já está direitinho :)

    ResponderEliminar
  76. tens toda a razão há coisas que nos fazem mudar de ideias.
    há coisas que fazem valer a pena estar aqui :)

    ResponderEliminar
  77. Ollha nunca pensei nessa prespectiva mas vendo bem tens toda a razao:P
    Obrigada :)
    beijinho

    ResponderEliminar
  78. adorei, mesmo mesmo ^^
    esta lindo!

    vou seguir o teu blog :)
    ah, e espero que tenhas razao, que eu o encontre, eu acredito que sim.

    ResponderEliminar
  79. tens toda a razão.
    sabes, nunca pensado assim dessa forma.
    nunca tinha dado demasiada importância aos detalhes...nem sequer me tinha apercebido da imensa importância que eles têm na vida.
    essas pequeninas coisas é que dão sentido á vida :)

    ResponderEliminar
  80. está tão maravilhoso *-*
    ganhaste uma seguidora :)

    ResponderEliminar
  81. eu já vi o teu blogue dedicado a tua namorada :) e está fantástico *-*
    e é bom ver que os rapazes tambem sentem como as raparigas.
    e sim, este sentimento que sentimos é lago inexplicável e so quem o sente, quem o vive na pele é que o sabe desfrutar e sabe o que significa :)

    ResponderEliminar
  82. sabes, antes de começar a namorar com o meu namorado eu tinha uma visao dele muito diferente da que tenho agora, porque me parecia ser garanhao, de so querer comer gajas e tudo mais. quando na realidade nao o era, tinha e tem sentimentos tais como as raparigas. os rapazes sentem-se inferiores por amarem alguém, querem dar sempre a entender aos amigos que sao os machos.
    e acho que ves o amor da melhor forma possivel :')
    mas nem todos , infelizmente, o vêm assim.

    ResponderEliminar
  83. obrigado pela correcção :)
    e tens toda a razão no que dizes, o amor torna-nos simultaneamente mais fortes e mais fracos, mas nao é que isso nos impeça de ser felizes ou de viver ainda mais cada momento.
    quanto ao sentir, por vezes, ou melhor, actualmente, as raparigas fazem com cada uma que até parece um acto de rapaz, mas na realidade não é. acho que agora as raparigas tornaram-se como os rapazes, isto é, usam e deitam foram, jogam com os seus sentimentos e ja nem respeito por elas têm. mas nao quero generalizar , porque nem todas as raparigas são assim.
    por exemplo, eu nao era capaz de trair o meu namorado, se beijasse outro rapaz que nao ele nao me ia sentir bem, e disso tenho a certeza. nao sei como é que há pessoas que dizem que amam e que no minuto seguinte traiem a pessoa que amam. entao isso nao e amar.

    ResponderEliminar
  84. é mesmo :)
    porque as pessoas nao sao todas iguais, apesar das raparigas mais novas estão cada vez piores e parecidas como os rapazes. talvez por causa de ja terem sofrido, ou outras amigas mais velhas terem sofrido se vinguem, nao sei o que lhes vai na cabeça sequer. porque eu quando era mais nova só queria saber de escola e amigos e futebol x'D era muito inocente :D
    e claro. temos de confiar na pessoa que amamos, caso contrario nao faz sentido a relaçao. é isso e a amizade e compreensao entre os dois :)

    ResponderEliminar
  85. obrigada ^^

    é the lucky one das au revoir simone :)

    ResponderEliminar
  86. eu própria admito que o sexo é um tema tabu para os meus pais. porque tudo o que sei foi aprendido entre amigos e mesmo nas aulas de biologia ou de ciencias da natureza no nono ano. alias, eu lembro que com treze/catorze anos até tinha vergonha , ou melhor, nao me sentia a vontade de falar acerca disso com os meus amigos. mas depois o levar na brincadeira um assunto que normlamente é tabu, faz com que nos sintamos mais a vontade.
    mas sabes, eu posso dizer que o sexo sem amor não é nada, nem sequer antes de o fazer pela primeira vez tinha vontade de o experimentar, porque sempre fui da opiniao que deveria ser com aquela pessoa, a que nos completa e que nos sintamos preparados.
    claro, era muito bom se se implementasse a educação sexual mesmo desde cedo nas escolas, porque assim os filhos de pais que nao estivessem a vontade de falar do assunto soubessem os riscos e como se desenvolve.

    pois, eu tambem felizmente já encontrei o meu :)

    ResponderEliminar
  87. Concordo inteiramente com o que dizes, os pais consideram isso uma brincadeira, até que um dia essa brincadeira pode-se tornar algo mais sério.
    os pais tem dificuldade porque é um assunto que tambem pode expor a sua vida intíma e deviam-no levar mais leve de forma a alertarem os seus filhos. certamente que quando a nossa geração for pai/mae, terá tambem essa dificuldade.

    ResponderEliminar
  88. muito obrigado pelas observações! gosto muito do teu blog

    ResponderEliminar
  89. o sorriso e o olhar foram as coisas mais maravilhosas que eu encontrei no mundo... são duas coisas únicas , diferentes em todas as pessoas... espero que tenhas encontrado esse sorriso e esse olhar maravilhoso que completa este teu mundo magenta ;)

    ResponderEliminar

deixa um vestígio de ti e foge para onde eu te possa encontrar.