4 de agosto de 2009

tarde

encontrei-te a chorar, ontem à tarde.

segredei-te ao ouvido o nome das cores.
disseste que não.

mostrei-te a paleta que tinha escondido e entreguei-te os meus braços.
disseste que não.

escolhi devagar as cores mais suaves. desenhei-te num quadro de fogo e luar.
beijei-te nos lábios segredos do vento. pintei de magenta o teu coração.
sorriste, enfim, tão alto, sem voz.
disseste que sim e deste-me a mão.

62 comentários:

  1. Suave e tão fantástica!
    amo *-*


    Eles existem, eu estou num * :D

    ResponderEliminar
  2. Não sei.. a minha mãe é que sabe! :|

    ResponderEliminar
  3. Ela disse que tinha que ser DAQUELA marca! Acho que é a Grand Itália .-.

    ResponderEliminar
  4. uma preseguição! gosto imenso do teu blog, portanto vou seguir-te também ^^,

    ResponderEliminar
  5. O pormenor a ser desfolhado aos soluços até desaguar na mão, toque divino

    ResponderEliminar
  6. As palavras entrelaçam-se umas nas outras, e ofertam-nos este excelente registo.
    Aproveito para agradecer-te a passagem, e o comentário deixado no meu cantinho.

    Bjo
    Fatima

    ResponderEliminar
  7. são fases... mas obrigada de qualquer maneira.
    e lindo este texto, lindo! «escolhi devagar as cores mais suaves. desenhei-te num quadro de fogo e luar.
    beijei-te nos lábios segredos do vento. pintei de magenta o teu coração.
    sorriste, enfim, tão alto, sem voz.» *****

    ResponderEliminar
  8. Gostei imenso deste teu post (:

    E obrigada pelo dito "testamento". É bom saber que ainda há pessoas com um espírito critico suficiente para opinar relativamente a uma questão tão retórica como a possivel existência de Deus. Sinceramente? Não posso dizer que acredito ou não Nele, mas também é certo que nunca o saberei, por isso é bom saber que se tornou em algo util em que pensar.
    Pois bem, podes ter a certeza que há pontos que mencionaste que me farão pensar.
    Mais, uma vez, obrigado e espero que gostes dos restantes e dos próximos textos (:

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  9. Oh obrigada :)*
    Também vou seguir-te, e tu podes me chamar sílvia, já que preferes :b
    Quanto ao teu post tá arrepiante, mesmo lindo :|

    ResponderEliminar
  10. Na verdade não posso.
    Ainda ontem à noite disse-me para ir que amava-me muito, mas não podia voltar. :'(

    Elo.

    ResponderEliminar
  11. É tao bom quando no fim existe um "sim" :)

    Obrigado pela correcção *
    Beijinho

    ResponderEliminar
  12. Quando não estamos à espera esse "sim" ainda sabe melhor :)

    ResponderEliminar
  13. escolhi devagar as cores mais suaves. desenhei-te num quadro de fogo e luar.
    beijei-te nos lábios segredos do vento. pintei de magenta o teu coração.

    a forma simples mas ao mesmo tempo tão intensa como escreves é simplesmente brilhante, parabens :) *

    ResponderEliminar
  14. lindo e profundo sinceramente adorei e vou continuar a seguir o blog

    ResponderEliminar
  15. Temos de tornar essa vergonha em força. Não é facil mas é possivel *

    ResponderEliminar
  16. Vou ver se arranjo (:

    Obrigada ^^

    beijinho*

    ResponderEliminar
  17. ja nao posso lutar mais.. ele morreu :S
    ele era aquilo a que se chama a alma gemea e eu a dele nunca o deixei ate ao dia da morte dele :S

    obrigado pelo comentario estou a gostar bue do teu blog :)

    ResponderEliminar
  18. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  19. tiveste num campo de ferias chamado campo aventura?

    ResponderEliminar
  20. era perto de obidos perguntei isto porque vi umas fotos ali no slide em baixo que parecia la :) mas se calhar nem tem nada a ver e eu feita tonta tou a dizer asneiras..
    tudo bem quando me adicionares e mais facil falarmos :) adoro cada texto teu

    ResponderEliminar
  21. e capaz sou tontinha :) es 91? tipo posso te mandar o meu numero se quiseres e que raramente tou na net mesmo :S a net e portatil e nao me pertençe e da minha mae :S

    ResponderEliminar
  22. obrigada por me seguires. farei o mesmo :) ah, e obrigada pela correcçao ! amei o teu blogue, mesmo!!
    beijinho*

    ResponderEliminar
  23. ai tão bonito *.* não estou a brincar, juro, a tua simplicidade... espera, eu acho que já disse isto. bem, não importa. a tua simplicidade é mágica. e posso repetir, a tua... pronto. tu percebeste, não foi.

    gosto da subjectividade do que escreves, a magia de cada gestos, impossibilidade possível.

    adoro tudo o que escreves.
    gosto de ti.
    quer dizer, eu amo-te. meu melhor amigo (: <3*

    ResponderEliminar
  24. As respostas mais desejadas implicam-nos maior esforço, mas no final, são aquelas que mais compensadoras se revelam.
    Gostei.
    *

    ResponderEliminar
  25. Muito suave, gostei :)

    Obrigada pela dica, normalmente nem cstumo errar nesse aspecto mas 'nobody is perfect' !

    Vou seguir tambem ;)

    ResponderEliminar
  26. Muito obrigada pelo comentário.

    " (...)beijei-te nos lábios segredos do vento. "
    adorei esta.

    tens textos muito bons (:
    também vou seguir*

    ResponderEliminar
  27. Muito obrigada pelo comentário.

    " (...)beijei-te nos lábios segredos do vento. "
    adorei esta.

    tens textos muito bons (:
    também vou seguir*

    ResponderEliminar
  28. parabens.. tens uma maneira de escrever k me diz mt por acaso..

    btw obrigado pelo teu comentário..

    fk bem []
    Diogo

    ResponderEliminar
  29. tens sempre coisas maravilhosas de se lerem. :) *

    ResponderEliminar
  30. tive que mandar, há sempre alguém a mais.

    ResponderEliminar
  31. o texto surpreendeu-me! vim aqui parar por mero acaso e confesso que nem estava para ler, mas o nome do blog chamou-me a atenção! e sim, há momentos únicos que podem ser resumidos a estas belas frases das quais destaco :"beijei-te nos lábios segredos do vento. pintei de magenta o teu coração."

    vou seguir :)

    ResponderEliminar
  32. que lindo, tão ternurento. eu gostei, muito!
    um beijinho *

    ResponderEliminar
  33. Dei por mim a tentar responder à tua pergunta.
    Vejo a inteligência como um dom que possuimos. Temos é que saber utilizá-la da melhor forma, isto é, se deixarmos de pensar só em nós, se começarmos por ser um pouco mais altruístas, grandes coisas podiam ser feitas.
    Como tal não acontece, talvez fosse preferível sermos apenas instintivos como os restantes animais. Assim pelo menos não arruinávamos o que nem nosso é.

    Não te preocupes com os testamentos, eles dão muito em que pensar ahah

    beijinho

    ResponderEliminar
  34. está tão lindo, "sorriste, enfim, tão alto, sem voz.
    disseste que sim e deste-me a mão." maravilhoso :)

    ResponderEliminar
  35. oh meu deus, está tão doce este post.
    vou-te seguir também, será um prazer vir-te ler sempre que puder :*

    ResponderEliminar
  36. De certeza que ele nao me ignora por causa disso

    ResponderEliminar
  37. que suave, que lindo!

    agradeço pelo comentario :) gostei do teu blog, vou segui-lo *

    ResponderEliminar
  38. Realmente é verdade...

    essa parte da beleza feminina não ias sentir saudades porque nem sequer ias saber o que era xD

    ResponderEliminar
  39. É claro que não levei a mal a correcção dos meus erros ortográfivcos, obrigada pela correcção ;)

    ResponderEliminar
  40. giro ^^
    by the way, obrigado pelo teu comentário
    -cate

    ResponderEliminar
  41. Nunca é demais elogiar a suavidade com que sinto este texto :)

    P.S.: É verdade; o esboço é como um sonho. Sonhamos que gostavamos de ver assim. Mas a realidade é como dizes "natural" - existe!

    ResponderEliminar
  42. Os homens só pensam em procriar -- AHAH

    Olha aí está uma grande verdade... quer dizer não sou muito adepta de poesia, mas o facto de ser apta para ser um livro e de agradecer (:

    ResponderEliminar
  43. não me canso de ler , está mágico !

    é verdade , somos todos diferentes .
    o que tem que acabar bem, acaba bem. ou melhor ainda , não acaba !

    ResponderEliminar
  44. Que escrita diferente. Finalmente. Gostei imenso dos tues textos.

    Achei o teu comentário engraçado, sobretudo por teres referido a palavra "Sehnsucht".
    Sim, é verdade, esse conceito coincide mais ou menos com o significado de "saudade" mas sabes, acho que não é a mesma coisa.
    Eu sou alemã, por isso falo alemão e parece-me que Sehnsucht não tem a mesma intensidade que a palavra saudade...é difícil explicar mas ao dizer que tenho saudades de algo sinto alguma coisa dentro de mim, enquanto que "Sehnsucht" não o provoca...é apenas mais uma palavra.

    Hm e em francês também não existe nenhuma palavra que signifique exactamente "saudades". Diz-se 'manque de'. E na língua inglesa também não temos a saudade.

    Até podes ter razão mas para mim a saudade portuguesa é a única que realmente existe,dita e sentida .

    beijinho
    xx

    ResponderEliminar
  45. É OFICIAL.
    estou perdidamente apaixonada por este post :O

    ResponderEliminar
  46. uau. fantastico. eu choraria de felicidade, se tivesse alguem assim. nos teus textos há um verdadeiro sentimento. um inigma, uma mensagem parece-me. adorei.
    simplesmente fantastico. parabens. vou seguir

    ResponderEliminar
  47. Lindo, poderoso, profundo *
    Consegue tocar no coração, mesmo.
    parabéns, vou-te seguir (;

    ResponderEliminar
  48. és tão bom de ler. e chorar também é bom, faz escrever :)

    ResponderEliminar
  49. "escolhi devagar as cores mais suaves. desenhei-te num quadro de fogo e luar.
    beijei-te nos lábios segredos do vento. pintei de magenta o teu coração.
    sorriste, enfim, tão alto, sem voz.
    disseste que sim e deste-me a mão." :o

    adoro a maneira como escreves, é fantastico (:

    ResponderEliminar

deixa um vestígio de ti e foge para onde eu te possa encontrar.